Os recursos, quando usados com sabedoria, podem transformar um ambiente Uma decoração bem pensada pode construir muito mais do que um espaço bonito e harmônico.

Ela pode gerar conforto e modificar ambientes sem que reformas estruturais precisem ser realizadas.

Usando truques inteligentes, é possível ampliar visualmente um cômodo sem ter que mover uma única parede.

Composições astutas com cores e espelhos, por exemplo, são o bastante para ter sucesso nessa tarefa. A “mágica” das cores O designer Max Kampa explica que, para passar a impressão de que um espaço é mais amplo, o ideal é apostar em cores claras na decoração.

“Paredes brancas deixam o ambiente mais iluminado e transmitem esse sentimento de expansão”.

Mas há alternativas para quem prefere fugir do branco sem perder esse efeito: tons como gelo e areia cumprem bem a função e também são elegantes. Tonalidades claras de azul e de amarelo são outras opções para “enganar” os olhos em relação ao tamanho do lugar e para, ao mesmo tempo, emprestar um pouco mais de personalidade ao espaço.

“Elas podem deixar o ambiente menos monótono.

Na composição do cômodo, dá para combinar paredes azuis com móveis em madeira de matizes claras, mais amareladas.

E o amarelo fica bom com madeiras mais escuras, marrons, porque gera mais contraste com a cor”, afirma Kampa. Truques de decoração podem criar a ilusão de espaços maiores Divulgação O ideal é apostar em cores claras na decoração Divulgação Espelho, espelho meu Assim como as cores, os espelhos também servem de recurso para deixar um espaço visualmente maior.

“Mas o espelho tem que ser grande, criando uma ilusão de extensão.

Ao olhar para ele, vai parecer que a sala tem uma continuação, o dobro do seu tamanho, mas é só o reflexo dado pelo objeto”, esclarece o designer. Com o uso inteligente de cores e espelhos, é possível criar uma ilusão de espaço ampliado Divulgação Assim como as cores, os espelhos também servem de recurso para deixar um espaço visualmente maior. Divulgação Já que o objeto tem esse papel a exercer, sua moldura não pode chamar muita atenção.

Precisa ser fina e discreta, porque molduras mais grossas costumam deixar o espaço mais carregado, além de cortar a ilusão de extensão.

“Também é importante colocar o espelho em um lugar iluminado.

Em um espaço escuro, ele pode passar despercebido e perder a função de ampliar o cômodo”. Outra dica do designer é incorporar o espelho em uma parede que é branca, deixando as cores para paredes adjacentes.

“A menos que a ideia seja criar contraste, não a sensação de continuidade.

Nesses casos, o objeto fica bonito sobre uma parede de cores vivas, como o verde ou o azul escuro”.